segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

É (errada) a minha (errada?) história(?).

''Mas cada um tem sua história.
Eu tô aqui para aprender, não para julgar.
Quem pode me julgar? Quem?''
Charlie Brown Jr.

Andei errando nesse tempo em que não escrevi.
Eu, que errôneamente me julgava certa, errei muito.
E aprendi de verdade com isso. Não, não aprendi a não cometer os mesmo erros. Não todos eles.
Mas aprendi principalmente a não julgar! Enquanto eu errar, não devo julgar ninguém.
Aceitei meu lado humano, que tentei ignorar por muito tempo. Eu, que ainda me achava a criança totalmente pura, decepcionei-me.
Doeu. Ah, como doeu perceber que já não guardo em mim a total inocência.
Uma bofetada. Um soco no estômago.
Agora o juiz vira o réu de si mesmo.
Porém, percebi também que a imaginada inocência sempre me levou ao julgamento alheio.
Libertei-me.
Por isso, digo com o peito e a mente aberta: Não quero mais a inocência que julga!

Luana H.


P.S.:
''Sou errada. Sou errante. Sempre na estrada, sempre distante. Vou errando enquanto o tempo me deixar.''
Paula Toller

10 comentários:

luctoller disse...

É ruim se sentir assim. Só um toque, Nada Sei é de autoria da Paula e do George Israel.

Beijos

Sammyra Santana disse...

Luh, que bom que vc se descobriu uma pessoa que "erra" e, assim sendo, não julga os "erros" dos outros!
Atéporque, o que pode ser erro pra mim, pra ti não é...
Isso se chama amadurecer, menina linda!
Mando teu postal no finalzinho dessa semana! =D
Beijo

Robs disse...

Uma das maiores dadivas do ser humano é admitir que erra e principalmente nao julgar o erro dos outros...isso é raro ultimamente, as pessoas só sabem apontar o dedo pros outros, e esquecem dos proprios defeitos...
Parabens pelo post Luh!
Bjokass!

Baaah disse...

Eu tb sofro desse mal da inocencia q julga.=T
Mas ainda não tive nada que me fizesse realmente parar,logo sie q erro mas não enxergo o quanto esse erro é ruim e atrapalha..=/

De qualquer forma o blog tá mt legal,mesmo.
Beijos e boa sorte ai.; )

Dani disse...

Nos encontramos numa situação parecida, Lu?
Espero que você melhore antes de mim :)
Saudades daqui, garota!

Míryan Paranhos disse...

Desculpa não ter lido o seu post, e ter ficado tanto tempo sem comentar por aqui. Só vim avisar que tem um presentinho pra você lá no meu blog.

beeijos *:

Bill Falcão disse...

Este teu post, de grande (e boa) reflexão, me lembrou um outro, que tá aqui mesmo, do lado direito do blog, da Lygia Fagundes Telles.

Acho muito bom fazer isso. Sem sofrer. Ou, se sofrer, que não seja por muito tempo. E você me parece esperta demais pra saber quando muda de fases, quando vai pra frente.
Bjoooooooooo!!!!!!!!!!!

Lua disse...

Porque errar é viver;

Bgs da Lua *:

Sammyra Santana disse...

vou te amndar essa semana o postal, viu?
Beijo, flor!

Robs disse...

Oi Luh, tudo bom??

Então querida, estou passando para me despedir. Estou deixando o blog por inumeros motivos. Estou tendo alguns problemas pessoais e tb ja nao tenho mais inspiração para postar.

Adorei conhecer vc viu?? Vc é mto talentosa e sei que ainda lerei um livro seu.

Que Deus te abençoe sempre. Bjos!